JEJUM DE DANIEL

Paz e bem a todos!  Estamos a menos de um mês do nosso III ERUR-NE. Então convidamos a todos que estão lutando para estarem presentes neste momento abençoado por Deus para reforçar sua oração e espiritualidade com um Jejum de Daniel. A proposta é iniciarmos no dia 22/outubro (segunda-feira). Este é um jejum parcial, por isso, antes do receio de jejuar, veja  as orientações de como realizar este momento.

“O verdadeiro soldado luta não porque odeia o que está a sua frente, mas porque ama o que está atrás.” – G. K. Chesterton.

INTENÇÕES FIXAS:

Igreja, RCC, MUR, Estados, ERUR, Patrocínios, Servos, Família, Caravanas.

HISTÓRIA DO JEJUM DE DANIEL

“Naqueles dias eu, Daniel, estava pranteando por três semanas inteiras. Nenhuma coisa desejável comi, nem carne nem vinho entraram na minha boca, nem me ungi com ungüento, até que se cumpriram as três semanas completas.” (Dn 10,2-3).A passagem acima descrita, tirada do livro de Daniel, é o exemplo clássico de um “jejum parcial” realizado em meio às atividades do dia-a-dia, com o propósito de alcançar de Deus a revelação de sua vontade. Chamamos “jejum parcial” porque consiste na aplicação de uma dieta limitada, ao invés da abstinência absoluta de alimentos.

Está claro que existe um valor muito grande neste tipo de jejum. Lendo os versículos seguintes deste capítulo de Daniel, verificamos que o culminar deste jejum foi uma tremenda visitação do anjo do Senhor com uma revelação indispensável a respeito das batalhas que se travam nas regiões celestes (vers.13-22). Além disso, o próprio Senhor, em sua visita a Daniel, assegura com palavras encorajadoras a eficácia de seu jejum e penitência: “Não temas, Daniel, porque desde o primeiro dia em que aplicaste teu espírito a compreender, e em que te humilhaste diante de teu Deus, tua oração foi ouvida, e é por isso que eu vim”. (vers.12)

Aleluia! Quando nós somos movidos pelas promessas de Deus e numa atitude que o agrada, começamos a transformar esta promessa em realidade no jejum e na oração; no momento mesmo em que nosso coração se humilha e busca a face do Senhor, nossas palavras são ouvidas no céu.

Daniel dedicou três semanas (21 dias) ao jejum e à oração. O tempo dedicado ao jejum é reservado para buscar o Senhor, mesmo em meio às atividades cotidianas. Em Mt 6, 1-18 vemos como Jesus indica o jejum, a oração e a esmola como sinais característicos da vida de um cristão fiel. Em alguns momentos de decisão, porém, somos convidados a intensificar nossa comunhão com o Senhor. Segundo o desejo de Jesus, devemos fazer isto sem ostentação, mas com discrição e buscando agradar somente ao Pai.

COMO SE FAZ ESSE JEJUM?

Por três semanas (21 dias), somos convocados a um jejum parcial. Será um tempo de maior oração e dedicação ao Senhor. Durante este tempo, evitaremos alimentos pelos quais buscamos saciar mais nosso gosto/prazer do que as necessidades reais do nosso organismo (doces, refrigerantes, excesso de frituras ou outros alimentos que constituem hábitos alimentares aos quais estamos apegados). O conceito de jejum não exige que você passe fome.  “Jejuar é refrear a nossa gula e disciplinar o nosso comer”.

Neste tipo de jejum, que é parcial, devemos vê-lo como uma maratona e não sermos “fanáticos”, pois pela nossa ignorância podemos prejudicar a nós mesmos e até nossa missão. Por isso, vamos dar algumas sugestões de como fazer nesses 21 dias, podendo ser adaptada a sua rotina e problemas de saúde.

  • Você pode iniciar a alimentação diária normal só a partir do meio-dia. Neste caso, ao iniciar ao dia, é bom tomar algo quente, como um copo de café,  leite ou chá (NADA de chocolate). Isso não “encherá seu bucho” e nem quebrará o sentido do jejum, mas ajudará a aquecer o estomago, para não ter náuseas, afinal você passou uma noite inteira dormindo e, obviamente, sem se alimentar.
  • Realizar o jejum da Igreja ou Eclesiástico. Este consiste em que você tome o café da manhã normalmente e depois faça apenas uma refeição – almoçar ou jantar -, a depender dos seus hábitos, de sua saúde e de seu trabalho. A outra refeição, a que você não vai fazer, será substituída por um lanche simples, de acordo com as suas necessidades. (Um MEGA SANDUÍCHE é um tipo NADA simples de lanche).

Observações e dicas importantes:

  • O jejum é, essencialmente, relacionado a alimentação, mais especificamente, a quantidade. A abstinência já se refere, em geral, a um determinado tipo de alimento, por exemplo não comer carne. Penitência, já é algo bem abrangente e não se restringindo a alimentação. Por isso, deixar de assistir TV não é jejum, é penitência! Isto não quer dizer que neste jejum você não possa fazer penitência, pelo contrário é um momento propício para isso! Mas o jejum e abstinência são o mais recomendado.
  • Aos domingos NÃO deve-se jejuar. Com efeito, este é dia de festa pro excelência. Isto não quer dizer que você deve exagerar, pois gula é pecado! Sugerimos, pra não perder o sentido deste dia, que reforce sua oração, até porque este é o sentido do domingo. (cf. CDC Cân 1246 §1).
  • Os jejuns “mais pesados”, como pão e água e o completo, devem ser feitos, em geral, no máximo 2 vezes por semana. Como estaremos numa maratona de jejum, é recomendado em, no máximo, 1 dia na semana, a saber, a sexta-feira. Para mais detalhes, acessar:
    http://www.cancaonova.com/cnova/dicas_fe/jejum.html.
  • Não deve haver abstinência de água, pelo contrário deve-se se hidratar bem. Se possível, no período de jejum, beber um pouco de soro caseiro não seria ruim, pois desidratação causa, dentre outras coisas, diarreia. O propósito é disciplinar e não adoecer.
  • No jejum a oração é importantíssima. A espiritualidade faz o jejum o que ele é. Consagre a cada manhã o dia de jejum e agradeça ao fim do dia a graça de tê-lo realizado. Já pela manhã, tenha o tipo de jejum como proposito.
  • Pessoas que fazem uso de medicação devem estabelecer o jejum em conformidade com o horário dos remédios. Pessoas com problemas de pressão ou diabetes, ou outro tipo de limitação de saúde, devem conhecer as necessidades do seu organismo e adaptar o jejum. Pessoas que não podem fazer nenhum tipo de restrição na alimentação podem fazer penitência.
  • Se em algum momento você quebrar o jejum, não se desespere. Primeiramente, para isto ser um pecado mortal,é preciso pleno conhecimento e pleno consentimento no ato. No entanto, a ignorância afetada e o endurecimento do coração não diminuem, antes aumentam, o caráter voluntário do pecado. Em qualquer caso, permaneça com o jejum, presevere e procure um padre o quanto antes para se confessar. O estado de Graça é algo que devemos buscar sempre, especialmente num momento de jejum. (cf. CIC §1859).
  • Por fim, o jejum é algo pessoal. Ninguém deve saber que está jejuando. Mesmo sendo uma mobilização regional, o jejum de Daniel é uma proposta e não uma imposição, o chamado é pessoal. Porém, em caso de dúvida, não tenha receio em pedir ajuda a um padre ou amigo. Isto não quebrará o sentido jejum. Qualquer dúvida, também podemos auxiliá-lo através do email:
    erur-ne.secretaria@universidadesrenovadas.com.

SUGESTÃO DE ROTEIRO:

Antes do Jejum:

  • Domingo – 21/out:  Faça uma consagração, com um bom momento de Adoração, Louvor e participação da Missa Dominical. Escreva num papel as intenções pelas quais você vai oferecer o jejum (veja as intenções fixas acima) e peça ao Espírito Santo que lhe dê a Graça de realizar este momento. Também, veja qual o jejum realizará, bem como as abstinências. Estas devem ser fixas até o final, enquanto aquele pode ser variado no dia da semana,  por exemplo, na sexta fazer jejum pão e água e nos outros dias o jejum da Igreja.

Durante o Jejum:

  • Segunda – 22/out: Ore com Romanos 4, 18-21 e confie no Deus que é fiel e poderoso.
  • Terça- 23/out: Ore com Romanos 5, 3-5 e renove sua esperança nas tribulações.
  • Quarta – 24/out: Ore com Romanos 8, 15 e clame com o Espírito Santo ao seu Pai eterno.
  • Quinta – 25/out : Ore com Romanos 8, 28 e declare que todas as coisas concorrerão para seu bem, para a glória de Deus.
  • Sexta – 26/out: Ore com Romanos 8, 31-38 e celebre sua vitória em Cristo sobre todo o mal.
  • Sábado – 27/out: Ore com Romanos 10, 9-13, proclame o senhorio de Jesus e receba salvação.
  • Domingo – 28/out: Ore com Romanos 12, 1-2 e peça ao Senhor a renovação do seu espírito e da sua mente.
  • Segunda – 29/out: Ore com 1Coríntios 1, 7-9 e louve o Deus fiel que o guarda seguro até o fim.
  • Terça – 30/out: Ore com 1Coríntios 3, 16 e adore o Espírito Santo que mora em você!
  • Quarta – 31/out: Ore com 1Coríntios 6, 19-20 e agradeça ao Senhor por tê-lo comprado pelo sangue de Jesus.
  • Quinta – 01/nov: Ore com 1Coríntios 13, 4-7 e peça que o Senhor encha o seu coração de amor.
  • Sexta – 02/nov: Ore com 2Coríntios 4, 16-18 e glorifique a Deus porque suas tribulações são passageiras.
  • Sábado – 03/nov: Ore com 2Coríntios 6, 1-2 e faça do dia de hoje o tempo de Deus em sua vida.
  • Domingo – 04/nov: Ore com 2Coríntios 10, 3-5 e trave um combate espiritual com a armadura de Deus.
  • Segunda – 05/nov: Ore com Gálatas 2, 19-20 e experimente a vida de Cristo pulsando em você.
  • Terça – 06/nov: Ore com Gálatas 4, 6-7 e louve a Deus, de quem você é filho e herdeiro.
  • Quarta – 07/nov: Ore com Efésios 1, 3-14 e adore o Senhor por suas maravilhas em nosso favor.
  • Quinta – 08/nov: Ore com Efésios 2, 8-10 e agradeça pela salvação recebida por uma vida santa.
  • Sexta – 09/nov : Ore com Efésios 2, 13-18 e derrube os muros de inimizade em sua vida.
  • Sábado – 10/nov: Ore com Efésios 3, 20-21 e louve o Pai que faz muito mais do que pedimos.
  • Domingo – 11/nov: Ore com Efésios 4, 31-32 e comece uma vida nova de perdão e de paz.

Após o Jejum:

  • Ainda no domingo – 11/nov, faça um momento de ação de graças ao Senhor, por tudo o que Ele nos dará em função desse dias; e participe da Missa Dominical em ação de graças. Em seguida prepare suas coisas, porque o III ERUR-NE vai começar!

REFERÊNCIAS:

Comments are closed.